Na manhã desta sexta-feira(28) o Brasil parou para protestar contra a Reforma da Previdência, a PEC 287/2016 que altera regras em relação a idade mínima e ao tempo de contribuição para se aposentar, a acumulação de aposentadorias e pensões, à forma de cálculo dos benefícios e outros pontos, encabeçada pelo relator Deputado Federal Arthur Maia.

No município de Serra do Ramalho não podia ser diferente. Encabeçado pelo Sindicato dos Servidores Públicos de Serra do Ramalho,  servidores de todo setor público municipal com participações de representantes dos pescadores, agricultores, vereadores, radialistas caminharam pelas principais avenidas da sede do município gritando a uma só voz, “Fora Temer”, “Fora Arthur Maia”. Forma essa para demonstrar a insatisfação à este projeto de Lei encaminhado pelo presidente do Brasil.

No trajeto da caminhada nossos representantes pediam a participação de toda população ao movimento uma vez que, não são somente servidores públicos que sofrerão severamente às novas regras que o projeto determina. Infelizmente a aqueles que não têm conhecimento suficiente para ao menos calar-se e somente observar o movimento, usufruindo do microfone o senhor Edgar estilhaçou seu veneno criticando o movimento em questão. Não sabendo ele que será um dos que mais serão atingidos com essa reforma.

Ignorantes à parte, o movimento foi lindo, ver toda aquela gente com um único propósito, a luta por direitos adquiridos e o bem estar comum.

A caminhada encerrou-se na sede do SINSP/SR onde todos os participantes tiveram o privilégio de esclarecer suas dúvidas quanto à Reforma da Previdência com o advogado, Dr. Antônio Lisboa que voluntariamente e brilhantemente fez com que todos saíssem certos do quão prejudicados serão com essa reforma previdenciária.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA